Many Worlds, Many Languages

24 de novembro de 2014

Os epítetos de Pan

Essa é uma pesquisa pessoal sobre os epítetos (títulos sagrados, usados no culto de determinada divindade grega) relacionados ao Deus Pan.

Estátua de Pan segurando uma máscara

Epítetos: 

Aigokerôs - O Senhor de Chifres

Agreus - O Caçador 

Agrotas - O que dá uma boa colheita

Akrôritês - O senhor dos montes (Monte Acrórite, em Sikyos)

Haliplanktos - O Caminhante do Mar (O Viajante)

Limenitis - Protetor dos portos e dos marinheiros 

Lytêrios - O Libertador, O que traz a Cura

Lytierses - Da cidade de Litierse (?) (Pouca informação sobre) 

Menalius - Do monte Menálio, na Arcádia. Local de culto das Mênades e de Pan. 

Nomios - O Bom Pastor. 

Phorbas - O Terrível (Pan como o Senhor do Pânico)

Sinoeis - O Malicioso, ”Pernicioso”

Skoleitas - O de Muitas faces/O de muitos caminhos


Álex Hylaios

  

Dicas de práticas mágicas para quem sofre de baixa auto-estima, depressão e ansiedade

Vejo que um dos principais motivos das pessoas buscarem curas alternativas, meditação, yoga, paz interior, são reflexos e válvulas de emergência que surgem por situações que não estão legais. Um dos males que atinge nossa sociedade são os desequilíbrios emocionais que resultam em tristes doenças que tentam nos fazer acreditar que não tem cura. Pois bem, criei esse passo a passo para pessoas que queiram buscar essa melhoria de vida em todos os aspectos: físico, emocional, mental e espiritual.
"Acorde e Viva"

Um ditado japonês que adoro é: "Uma alma saudável, habita uma mente saudável, de um corpo saudável."
Temos uma missão perpétua e diária de manter nossos corpos, sentimentos e mentes em constante estado de equilíbrio. Fazendo isso vamos influenciar o mundo que está ao nosso redor. E para ajudar o mundo, precisamos primeiro ajudar as pessoas mais importantes: nós mesmos.
Então vamos lá:


Práticas diárias:

- Ao acordar, mentalizar e depois dizer em voz alta: eu estou melhorando sempre. Traga essa energia pra sua vida, inspire ela em cada ato do seu dia. Independente se você não sente que está melhorando, traga isso pra sua vida e afirme isso em voz alta pra você mesmo todos os dias da sua vida, pelo menos três vezes ao dia. Quando alguém te cumprimentar e perguntar como você está, responda: Estou ótimo! Melhorando sempre! ou alguma coisa nesse sentido.

- Abençoe seus alimentos, sua roupa, sua comida. Ponha as mãos sobre eles e diga: eu abençoo esse alimento com energias positivas, de saúde, amor, paz, prosperidade e felicidade.

- Alimente-se sempre de forma saudável e regular. Não fique longos períodos sem comer e não deixe de beber água. A saúde do seu corpo interfere profundamente na saúde das suas emoções.

- Pratique algum exercício físico que te deem prazer. Não adianta ingressar na academia se você odeia o ambiente e os exercícios da academia. Busque alguma atividade física que te faça sentir aquela euforia gostosa da época da infância, quando você ia ao parque de diversões.

- Abençoe você mesmo todos os dias. Assim:
Ponha as mãos nos seus pés e diga: Abençoados são os meus pés que me guiam pelos meus caminhos
Ponha mãos nos joelhos e diga: Abençoados são meus joelhos que me sustentam com segurança
Ponha a mão sobre seu ventre/falo e diga: Abençoado seja o meu sexo, sem o qual não existiria vida
Ponha a mão sobre seu peito e diga: Abençoado seja meu coração, receptáculo das bençãos universais
Ponha a mão sobre os lábios e diga: Abençoados sejam os meus lábios que espalham palavras de harmonia
Ponha a mão sobre seus olhos e diga: Abençoados sejam meus olhos que veem toda a beleza do universo
Ponha a mão sobre sua testa e diga: Abençoada seja minha mente que conhece a sabedoria e o amor 
Passe a mão da sua cabeça até seus pés dizendo: Abençoado sou por um todo, pois vivo no amor dos deuses/pois vivo no amor universal.

- Evite os pensamentos negativos. Quando vierem diga pra si mesmo: Eu me mantenho firme e melhorando sempre! Meus medos passarão e eu resistirei a eles. E quando houverem passado, somente eu restarei. Mais forte e melhor que antes.
Repita esse mantra sempre que necessário, até decorar.

- Tenha pensamentos amorosos com as outras pessoas. Pense que elas podem estar numa situação pior que a sua. Coloque-se no lugar das outras pessoas e aprenda a enxergar o mundo pra além da sua visão pessoal. Saiba que assim como você precisa de ajuda, você pode ajudar. Assim como você precisa de cura, você pode curar. Assim como alguém pode deixar seu dia bem melhor com um simples sorriso e bom dia, você pode transformar a vida de alguém com esse gesto. Permita-se ser um(a) gerador(a) de energia positiva. O mundo precisa disso. E o que entregamos ao universo, ele nos devolve em dobro. Triplo se você for um(a) iniciado(a) da Wicca. rs

Práticas semanais:

- 1 vez por semana tome um banho de ervas feitas de: alecrim, artemísia, sálvia, rosa branca e canela. Faça isso durante um mês. Serão 4 banhos. Este é um banho de limpeza e fortalecimento energético e espiritual. Sempre que tomar o banho visualize uma energia vermelha de amor, força e perseverança preenchendo seu corpo e te limpando das coisas ruins.

- 1 vez por semana pegue uma pedra qualquer da rua. Segure-a na sua mão e diga:
"Esta pedra leva embora
Tudo de ruim que em minha vida possa estar
Ao devolvê-la ao chão,
A Mãe Terra vai me trazer paz e me revigorar."  

Sinta que tudo de ruim da sua vida passa pra pedra e você a joga em algum lugar da terra ou em um rio de água corrente. Não deixe essas pedras dentro de casa, faça isso em algum lugar ao ar livre, de preferência na natureza. Pode ser em uma praça ou bosque da sua cidade. 

- Faça algo que te dê prazer. Tire um tempo pra ler um livro que você queira e/ou goste, vá ao cinema sozinho, aprenda a sentir prazer e conforto com a sua própria presença.

- Faça algo de bom pra algum desconhecido. Pode ser dar uma flor pra alguém que esteja passando na rua, oferecer uma mensagem de felicidade ou simplesmente sorrir pra alguém que você não conhece.

Dicas:
- Alimente o desapego em todas as áreas da sua vida.
- Destrua todas as suas expectativas em relação as outras pessoas; aceite-as e ame-as com o que elas tem a oferecer e não pelo que você espera que elas ofereçam.
- Crie metas e trabalhe diariamente para concretizá-las.
- Sempre esteja aprendendo algo novo. Deixar sua mente em expansão é se abrir para novos horizontes de possibilidade.
- Ame sempre. Você mesmo e as pessoas ao seu redor.
- Não faça nada por obrigação. Busque sempre aquilo que te traz plenitude e alegria. Se você não pode mudar de um trabalho que não te dê prazer, crie metas que o levem a encontrar o seu trabalho dos sonhos. Assim como para qualquer situação que te coloque essas imposições.
E o mais importante:
- Aprenda a agradecer sempre. De forma sincera. Essa é uma das magias mais poderosas que existe no universo.
- Não alimente a inveja.
- Não permita que a negatividade te domine.
- Busque a liberdade interior e exterior sempre.

Dentro de 1 mês seguindo essas práticas, você deve melhorar bastante. Não deixe de fazer nada do indicado. É um processo de fortalecimento e cura espiritual e pessoal que precisa ser contínuo, disciplinado e praticado. Você é livre pra adaptar essas práticas como bem entender e fizer mais sentido pra você.

Seja feliz acima de tudo. Os Deuses nos trouxeram até aqui pra experimentar todas as alegrias da Vida. A única coisa que merecemos desde que nascemos é a Felicidade. Essa é uma benção pública, democrática e de livre acesso a todos aqueles que estiverem dispostos a buscarem-na.

Pois então levante a cabeça, sorria para as dificuldades e dê o melhor de si!
"Quando a pessoa tem força de vontade, os deuses dão uma ajuda." - Ésquilo

Álex Hylaios
Que Afrodite e Pan inspirem Liberdade e Amor no mundo.

Permita-se ser livre. Hoje e sempre.

 

20 de novembro de 2014

Reflexões sobre o Deus e o Sacerdócio

Desde 2011 eu celebro ininterruptamente a roda do ano wiccana. Celebro seguindo as datas do hemisfério norte, o que quer dizer que estamos no período entre o Samhain e o Yule. Para quem ainda não se aprofundou nos mitos relacionados a cada sabbat, o Samhain é conhecido como a terceira colheita: a Colheita da Carne. É o período que pela terceira vez o Deus se sacrifica para manter a vida de seu povo e nutrir a terra. O Deus, dentro da Wicca, é encarado como sendo a própria Roda do Ano; os ciclos dos sabbats representam as etapas da sua vida em contraste com as experiência com a/na Deusa. Podemos encarar também como o sacrifício final que prova o amor Dele por Ela; doando sua energia para manter a vida e os ciclos sempre inovadores/renovadores que permeiam a simbologia da Roda do Ano. Uma vez aprendi que o Deus da última roda nunca será o mesmo Deus da próxima. Ele renasce com a mesma essência mas numa nova encarnação, cheio de vida e pronto para encarar e aprender o que aquele novo período trará. 

Me peguei refletindo sobre os sacerdotes (homens) nesse período. Se somos o Deus na terra, e Ele segue esse fluxo cíclico a cada roda, não estaríamos também fluindo nas mesmas marés? Até agora, tudo me leva a crer que sim. Desde o último período entre Samhain-Yule percebo conscientemente essa influência tanto na minha vida, quanto na vida dos sacerdotes a minha volta. Esse é um período de grandes finais e grandes começos, muitas vezes nada fáceis. Questões mal resolvidas que nem durante o rito de Samhain puderam (e muitas vezes nem deveriam) ir embora, vem nesse momento para o acerto final de contas. Nem sempre são questões negativas ou interiores. Também são conquistas finais que estavam esperando o momento certo para surgirem em nossas vidas. Aprendizados que surgem ao longo dessa "jornada pelo submundo" que o Deus e nós, seus instrumentos nesse plano, empreendemos. No fim, vamos encarar o que vem pela frente, nosso renascimento para sermos novamente um novo Deus, numa nova roda, com novos desafios, plantios, aprendizados e colheitas. Até agora, acredito que esse período Samhain-Yule é um encontro com nossas dívidas. E infelizmente nem sempre temos o crédito em conta para pagá-las. 

Esse tal de auto-conhecimento, sempre fazendo a gente crescer. E depois que você se inicia a cobrança só triplica. Acho justo. Afinal tivemos a ousadia de passar pelo menos uma roda testando se aquele seria mesmo o caminho que queríamos trilhar pro resto de nossas vidas; e quisemos. Agora cabe a nós aprendermos a melhor maneira para lidar com nossas jornadas interiores e trabalhar. Muito. Para que quando vier o período Samhain-Yule, podermos encarar nossas dívidas com a carteira bem cheia, a mente tranquila e a certeza de que teremos chance de adquirimos muitos outros débitos na próxima roda. 

Pois então, mãos a obra. 
"O problema é: você pensa que tem tempo." - Buda 


Álex Hylaios  

   

18 de novembro de 2014

Sobre o Deus Pan

Achei esse texto num arquivo antigo aqui no computador, data de 2011.
Estava meio incompleto e a inspiração de terminá-lo veio agora.
Io Pan!
 _________

O Grande Deus Pan (fonte desconhecida)


 Pan é o Senhor da Sexualidade.Toda expressão sexual, todas as formas de sexo, o pênis do homem, a vagina da mulher, o androceu e o gineceu das plantas, os órgãos sexuais dos animais, as comunicações das células do nosso corpo reagindo ao toque excitante de um amante; tudo isso ligados a Pan. Ele rege a sexualidade de tudo.

 Pan é o Senhor da Fertilidade. A vida e seu fluxo estão diretamente ligados a energia Dele. Ele é o senhor da Roda do Ano, tendo em seus mitos a representação de todas as quatro estações. A terra fertilizada após uma chuva e a chuva são expressões do poder d'Ele. Ele é o ciclo polinizador dos insetos, Ele é o movimento do corpo da mulher que prepara seu útero menstruação pós menstruação para receber a vida, Ele é a semente da vida presente no esperma do homem.

 Pan é o Senhor do Êxtase. Juntamente com Dioniso, Pan é o Senhor do êxtase sagrado, da catarse do corpo e do espírito. Os estados xamânicos de consciência são suas formas de espiritualidade. As danças que conduzem ao êxtase e a estados alterados de consciência também são formas de expressão de seu poder.

 Pan é o Senhor da Natureza. Os filósofos alexandrinos por volta do século III/II a.C. usaram a imagem do Deus Pan para descrever o conceito que originaria o Panteísmo ("Pan" em grego significa Tudo, e "teísmo" vem da palavra grega Theos, que significa Deus) ou seja o conceito de que Deus está em tudo, dentro e fora de nós. Eles descrevem que os chifres de Pan representam a ligação com o mundo superior e os raios de sol que fertilizam a terra; os cabelos grandes e emaranhados representam as árvores e a grama que cobre o mundo; as costas manchadas de pintas representam as constelações e planetas do cosmo; o corpo meio homem representa nós mesmo, os humanos e a realidade como conhecemos; o corpo meio bode representa o mundo animais, todos os animais, e a parte "animalesca" que nós humanos possuímos, representa os mistérios e o desconhecido; os cascos de bode representam toda a terra física; e sua flauta representa o sagrado e o divino que está contido em todas as coisas.

 Pan é o Senhor da Música e da Dança. Todas as expressões musicais estão ligadas a Pan. Existem partes frequentes nos mitos de Pan que referem-se a ele como o "Dançarino Selvagem", referindo-se aos mitos em que Pan participa do cortejo de ninfas e sátiros de Dioniso e quando acompanha o cortejo da Deusa Rhea-Cibele.

 Pan é o Senhor da Vida. Pan é o próprio pulsar de vida que existe em todas as coisas. É o Rei Carvalho no ápice de seu poder no Verão. É o Sol derramando suas bençãos de calor e fertilidade sobre a terra. É a sexualidade aflorando nos jovens e o impulso criador que move tudo. É o poder de Litha emanando sua energia na Roda do Ano. É a alegria da vida e de viver, a sensação de aconchego e plenitude ao ler um bom poema, dizer um sincero "eu te amo" ou aventurar-se por novos caminhos. 

Pan é o Senhor da Morte. Por conhecer os mistérios da vida, Pan também governa sobre os mistérios da morte. É o Rei Azevinho no ápice de seu poder trazendo a intensa presença do Inverno. Em sua face mais terrível, Pan traz o pânico, o medo, aquela sensação de terror e desespero onde confrontamos as verdades que não desejamos saber. Era dito na Grécia Antiga que, quando você caminhava pelos bosques, lugares remotos, ermos longínquos e sentia-se aquela sensação de calafrio, medo e de que algo o observava, diziam que era o Deus Pan que estava por perto, te observando.

 Pan é Tudo. E Tudo é Pan.

 Khaire Pan!

Álex Hylaios

 

5 de novembro de 2014

DAR NÃO É FAZER AMOR, por Tati Bernardi

DAR NÃO É FAZER AMOR

Dar é dar.
Fazer amor é lindo, é sublime, é encantador, é esplêndido.
Mas dar é bom pra cacete.
Dar é aquela coisa que alguém te puxa os cabelos da nuca...
Te chama de nomes que eu não escreveria...
Não te vira com delicadeza...
Não sente vergonha de ritmos animais.
Dar é bom.
Melhor do que dar, só dar por dar.
Dar sem querer casar....
Sem querer apresentar pra mãe...
Sem querer dar o primeiro abraço no Ano Novo.
Dar porque o cara te esquenta a coluna vertebral...
Te amolece o gingado...
Te molha o instinto.
Dar porque a vida é estressante e dar relaxa.
Dar porque se você não der para ele hoje, vai dar amanhã, ou depois de amanhã.
Tem pessoas que você vai acabar dando, não tem jeito.
Dar sem esperar ouvir promessas, sem esperar ouvir carinhos, sem esperar ouvir futuro.
Dar é bom, na hora.
Durante um mês.
Para os mais desavisados, talvez anos.
Mas dar é dar demais e ficar vazio.
Dar é não ganhar.
É não ganhar um eu te amo baixinho perdido no meio do escuro.
É não ganhar uma mão no ombro quando o caos da cidade parece querer te abduzir.
É não ter alguém pra querer casar, para apresentar pra mãe, pra dar o primeiro abraço de Ano Novo e pra falar: "Que que cê acha amor?".
É não ter companhia garantida para viajar.
É não ter para quem ligar quando recebe uma boa notícia.
Dar é não querer dormir encaixadinho...
É não ter alguém para ouvir seus dengos...
Mas dar é inevitável, dê mesmo, dê sempre, dê muito.
Mas dê mais ainda, muito mais do que qualquer coisa, uma chance ao amor.
Esse sim é o maior tesão.
Esse sim relaxa, cura o mau humor, ameniza todas as crises e faz você flutuar
Experimente ser amado...

Tati Bernardi